Nintendo Wii

Quando eu era ainda criança meu pai comprou lá pra casa um computador MSX Expert. Ele (meu pai) já havia trabalhado então com computadores de grande porte, e estávamos no meio de uma mudança brusca da tecnologia com o surgimento dos Personal Computers. Lembro que fiz algumas aulas de programação básica (o Basic mesmo) ganhando uma certa compreensão maior de DOS e linhas de código. Mas o que mais me animava (e irritava meu pai) era colocar as fitinhas pra carregar o jogo do Rambo.

A gente colocava uma fita cassete num gravador portátil que era ligado ao computador por um cartucho. Dava play no gravador e começavam a sair aqueles ruídos (já ultrapassados) iguais aos de conexão à internet discada. Ficava ali uns bons minutos carregando pra memória do computador (saindo diretamente de uma K7!) até que enfim eu e meu irmão podíamos jogar um jogo tosco, quadrado e que exigia muita imaginação. Quando passávamos de fase, era um drama gravar o jogo de volta na K7. Qualquer coisa podia dar errado e teríamos que matar na faca um monte de soldados inimigos de novo.

Isso tudo veio logo depois dos Ataris e similares. Depois de muitos controles quebrados agora era a hora de quebrar algumas teclas do teclado do computador. Os jogos continuaram evoluindo, e eu acompanhei meio por alto até o surgimento do Playstation 1, que eu adoro. Acreditava que o controle do PS1 era o melhor que se podia inventar para os jogos. Tanto é que no PS2 o desenho se manteve bastante parecido. Sofri um bocado pra pegar o jeito no controle de um GameCube quando fui desafiado. O controlhinho do PS1 se encaixava perfeitamente à minha mão e os meus calos já estavam nos lugares certos dos botões. Mas nesse momento eu já estava muito mais interessando nas linguagens de programação que nos jogos e mergulhado em códigos de internet nunca mais comprei console de videogame nehum.

Eis que hoje tive minha primeira oportunidade de jogar o Nintendo Wii.
Fiquei abismado.

Talvez o controle seja muito leve, e eu não tenha gostado do desenho, mas o prazer de jogar fisicamente algo que não existe de fato superou esses detalhes ergonométricos. Me diverti um bocado, fiquei imaginando as possibilidades infinitas de jogos que devem estar sendo criados agora. Muito além de basquete e boxe, muito mais interessante que tênis e golfe. O que será que vem por aí com esse Nintendo Wii? Comandar tropas, dirigir carros, tudo já é possível com o dito cujo.

Como minha mente não conseguiu ir mais longe, resolvi buscar na (santa) internet o que estão fazendo de mais novo, e me deparei com algo ainda mais interessante que tudo o que foi dito antes.

Basicamente estão usando o controle do Wii para controlar outras coisas que não o console. Programando computadores e softwares, pode-se chegar a resultados de utilização inimagináveis, todas elas trazendo pro mundo real (e físico) algo que está ali preso dentro do HD, representado na tela por alguns pixels coloridos.

Esse é apenas um dos exemplos. O desenvolvedor é um cara jovem, molecão, que fica dançando enquanto dá a sua palestra sobre o programa. Nessas horas, sem entender onde é que eu me perdi, me pergunto: será que ele colocava as K7 pra jogar ou desde aquela época já tratava de aprofundar o basic e partir pra programação dos seus próprios jogos?

Agora, quer saber o que ainda melhor?
Em seu blog pessoal, o tal do Amazing Rolo libera o software que ele desenvolveu para download!
Os tempos mudaram, e eu quero mais é estar na moda. Alguém aí tem um Nintendo Wii assim sem uso pra passar pra frente?

One Response to “Nintendo Wii”

  1. Carlos Penteado Says:

    Nossa, esses consoles movidos à fita cassete só conheço de histórias saudosistas como essa! Eu peguei o finalzinho da era MegaDriver e me cultivei inúmeros, e amigáveis, calos no quase extinto Nintendinho! Concordo quanto ao controle do Playstation e, na verdade, foi por lá que eu parei. Em comparação com o PC, é difícil manter um console de última geração em casa…
    E se você gostou do Wii, veja então algumas idéias de jogos que foram rejeitados (descubra porque):

    Haha…
    Abraço!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: